domingo, outubro 14, 2007

Húmus












Dai-me um torso dobrado pela música

Um diadema em lua colado na lapela dos lábios

Um ligeiro pescoço de planta

Até que a boca incendeie a minha voz

Mordida por flores de água

17 Comments:

Blogger Mar Arável said...

Sugiro que ateie

um beijo

no sal

até às cinzas

14 outubro, 2007 22:37  
Blogger Vieira Calado said...

Um belo poema, aqui encontro, nesta 1ªvisita.
Boa semana para si.

15 outubro, 2007 12:53  
Anonymous Passo said...

:) belas palavras como de costume .. dai-me paz , dai-me o q mais desejo :) bjs

15 outubro, 2007 12:55  
Blogger vida de vidro said...

A tua poesia tem essa marca de sensualidade mesclada de belas imagens. Gostei muito. **

15 outubro, 2007 15:28  
Blogger *@rclight* said...

sublime espaço
volto pra t analisar melhor

abraço forte*

15 outubro, 2007 21:23  
Anonymous Noite said...

É na essência que reside a força de ser maior, de ser simplesmente, uma frágil flor.

17 outubro, 2007 09:21  
Blogger SentidoS said...

O tempo escorre em frenético alento, vitimando desencontros, aluados contos, mas benéfico é, reler cada palavra que harpejas como soltas notas de um órgão em comoção. Tenaz é a rouca voz que se eleva em ascensção do imo, aromada na sua elevação, mas talhada nos lábio do vento por uma qualquer razão.

Beijo Sentido

17 outubro, 2007 20:37  
Blogger blue said...

onde pendem palavras
como flores de água.

(obrigada)

17 outubro, 2007 22:47  
Blogger Bandida said...

absolutamente música. como só os poetas sabem.


beijo E.


B.

18 outubro, 2007 00:54  
Anonymous Anónimo said...

Adoro esta poesia escrita no feminino,agora que conheci esta mestria na articulação das palavras, hei-de voltar mais vezes.

Lobo das Estepes

18 outubro, 2007 09:42  
Blogger O Profeta said...

Lindo! Como se diz um universo de sentires em duas palavras...


Doce beijo

18 outubro, 2007 09:47  
Blogger Ás de Copas said...

Dai-me sossego no azul da vida.
Beijo

18 outubro, 2007 11:00  
Blogger Mustafa Şenalp said...

Your blog is very nice:)

19 outubro, 2007 22:46  
Blogger Efemerum said...

Belíssimo...

palavras assim..levo-as comigo.


um beijo e tem um bom fim-de-semana

20 outubro, 2007 15:04  
Blogger Xana said...

"A sensualidade da alma extravasa o próprio corpo, atiçando-nos a libido e abrindo-nos a porta de um céu por inventar."

Belo ler-te, espaço a descobir...

beijo meu

21 outubro, 2007 00:29  
Blogger *@rclight* said...

onde a magia das palavras cria um sublime momento..
belo!
beijo daki;)

21 outubro, 2007 13:21  
Blogger Efemerum said...

venho deixar-te um sorriso...

...quente e terno este meu sorriso :))


beijos

22 outubro, 2007 17:52  

Enviar um comentário

<< Home