segunda-feira, maio 14, 2007

Périplo














Deito-me no tálamo da alma
sob o dossel dos pássaros
e deixo correr a pressa das águas

Na íris da pele
um sino de tranças

dobra, timbre de ave,
em transfixos flandres

Miragem que firo com mil línguas
e cada uma delas é um pássaro
a bebê-la

13 Comments:

Blogger daniel sant'iago said...

Imagem a imagem...
Pouco a pouco...
Sem pressas... bebendo...
O sorvo do pássaro!
Beijo.

15 maio, 2007 10:59  
Anonymous Noite said...

e voas nos prazeres que libertas, qual brisa que te sopra a pele coberta de penas, como o pássaro que é a tua alma.

15 maio, 2007 17:54  
Blogger A.S. said...

Um respiro sísmico onde os pássaros, sedentos como palavras, florescem nos abismos...

Um BeijO!

15 maio, 2007 22:22  
Blogger Betty Branco Martins said...

Minha querida

Apenas digo___________________________SU.BLI.ME

Beijinhos com muito carinho

16 maio, 2007 18:35  
Blogger Nélia said...

Caro(a)s Bloggers,


A NEGRA TINTA EDITORIAL tem o grato prazer de lançar a obra “CÂMARA ESCURA (revelação), do poeta Joaquim Amândio Santos, com prefácio de António Lobo Xavier.

Sendo esta obra mais um trabalho nascido de um escritor cuja carreira foi lançada na blogosfera, a exemplo das edições previstas e possíveis no futuro próximo desta editora, será importante contarmos com a honra da presença de bloggers nas diversas acções de lançamento da obra.

Nesse sentido, solicitávamos indicação de morada ou preferência por receber o convite por mail para negratinta@gmail.com, bem como qual dos eventos escolhem para nos honrar com a sua presença.

Lançamento e Apresentações:

31 de Maio Funchal
8 de Junho Penafiel
14 de Junho FNAC Norteshopping, Porto
28 de Junho FNAC Chiado, Lisboa
5 de Julho FNAC Coimbra


Aproveitámos ainda para solicitar que qualquer manuscrito que entendam colocar à consideração desta editora para possível publicação, seja enviado por este mail, ao meu cuidado, estando previsto editarmos até 4 obras, nascidas na blogosfera, até Março de 2008.

Saudações Literárias,

Nélia Maria Pereira
Edições e Comunicação
NEGRA TINTA EDITORIAL

17 maio, 2007 14:24  
Blogger Angela said...

Um poema surreal onde símbolos se misturam para envolver todos os nossos sentidos.

É bom ter-te de novo por cá!

Um grande beijinho para ti.

17 maio, 2007 16:17  
Blogger Isabel said...

Eu deixo sem pressas que a minha alma te leia... te beba... quando levanto os olhos deste mergulho nas tuas letras... e voo acompanhada de mil passáros ... e em todos a lingua está molhada de beber da tinta com que escreves...

Palavras que fazem a alma voar...as tuas!

Isabel

17 maio, 2007 18:16  
Blogger vida de vidro said...

Ao ler, dir-se-ia que saboreias as palavras, antes de as juntar. Uma a uma... **

17 maio, 2007 22:32  
Blogger Unicus said...

Tens o dom de usares simbologias que [te/me/nos] fazem sentir. (A pele)
Beijos

18 maio, 2007 16:16  
Blogger mixtu said...

poesia,
sublime como diz a Betty e como ela sabe disso...

amei...

abraço com dois braços :)

18 maio, 2007 16:24  
Blogger o alquimista said...

Os teus pés são navegantes na espuma, o teu cabelo dança em descuidada ironia, suave viagem de ondulante onda em tua boca, duas sílabas sopradas em mágica melodia…

Bom fim de semana

Doce beijo

19 maio, 2007 01:19  
Blogger Daniel Aladiah said...

E porque és diferente, amas assim...
Um beijo
Daniel

20 maio, 2007 18:59  
Blogger Abssinto said...

Que felicidade é descobrir mais uma fonte de óptima poesia. Muito bom blog, e sóbrio, elegante. Cá voltarei.

beijo

24 maio, 2007 22:31  

Enviar um comentário

<< Home