terça-feira, setembro 05, 2006

Génese













No húmus do pensamento há sexos entrelaçados
Suspiram as folhas de pele macia
Que os versos acariciam com tinta

Os lábios das margens molham-se de delírios
Que germinam no espaldar de dedos furtivos
Navego em sublimes linhas
Em águas turvas e cristalinas
Os cílios olham a imensidão
Enquanto o corpo repousa o silêncio do cio
A alma desfalece subtilmente ao toque das mãos
Derramando o vinho no desalinho da doce visão
Transmuto-me nos dedos com que me pinto
Pelo tacto me conheço
Lava lenta, incêndio
Que se impele silente e se revela inclemente
Combustão do pensamento
Embriagado
É plena a satisfação
O íntimo entra em comoção
Química perfeita no delírio do momento infindo
…o clima continua noite adentro

12 Comments:

Blogger Nilson Barcelli said...

A julgar pelo teu primeiro post, o teu blog promete.
Gostei deste poema, muito intenso e sensual.

Obrigado pela tua visita e comentário. Volta sempre.

05 setembro, 2006 17:50  
Blogger daniel sant'iago said...

Este comentário foi removido por um gestor do blogue.

06 setembro, 2006 00:20  
Blogger daniel sant'iago said...

Este comentário foi removido por um gestor do blogue.

06 setembro, 2006 00:20  
Blogger daniel sant'iago said...

E o teu blogue... tão feliz... vai continuar pelos tempos adentro...
Que bom ver nascer mais um blogue...

daniel
PS: Sem querer nem crer... apaguei-me acima duas vezes... Desculpa.

06 setembro, 2006 10:23  
Blogger .*.Magia.*. said...

Olá!!!
Que doces palavras encontrei por aqui...e num passe de Magia vim dar-te as boas vindas a este mundo blogósférico...
Perdeste e estreia, mas não faz mal, tens livre circulação nos bastidores ;)Vem daí!!!

Magias e Beijinhossssss

06 setembro, 2006 16:15  
Blogger Pierrot said...

Antes de expender qualquer comentário, queria agradecer-te por teres passado no meu cantinho, que agora é também o teu. E agradeço-te não tanto pelas palavras que me deixaste mas por me teres permitido conhecer o teu blog, um espaço que apesar de ainda recente, tem qualidade e permite sonhar com mais.
Quanto ao teu blog/texto, a foto de apresentação está um estouro. E eu aprecio imenso boas fotos, tanto quanto um belo texto.
O teu texto deixou-me quase sem palavras. Pudera eu decorar o texto, fechar os olhos e ouvi-lo, com uma música, que já agora sugiro; Sarah Mclachlan - Angel, da banda sonora de City of Angels.
Fantástico, macio, quase indolente, de uma calma que quase nos leva para longe.
Numa palavra: Bravo
Bjos daqui e força no teu cantinho.
Aparece por lá pois tenho outros post's.
Eugénio

06 setembro, 2006 17:36  
Blogger MiguelGomes said...

Olá.
Obrigado pelas tuas palavras no meu blog... Gostei de te ler, espero que continues.
Inseri um link no meu blog para o teu.

Fica bem,
Miguel

06 setembro, 2006 17:50  
Anonymous Luís said...

Não derrames o vinho!
Entorna-o docemente...
;-)

06 setembro, 2006 23:14  
Blogger Su said...

obgda pela visita ao xanax
gostei deste teu canto.
bela foto. belas as palavras
voltarei mil vezess
jocas maradas

07 setembro, 2006 08:41  
Blogger Corvo Negro said...

:) Provavelmente a melhor poesia disponivel na blogosfera.
Que sejas eternamente regressada.

07 setembro, 2006 13:58  
Anonymous Mike... said...

Olá, vim espreitar a inauguração e agradecer a tua visita!
Gostei do que vi e do que li, muito criativo!
E sendo a memória metade de toda a criatividade, como Deusa Grega, certamente iremos passar aqui bons momentos!
:)

07 setembro, 2006 15:23  
Blogger Nilson Barcelli said...

Então não há mais...?
Beijos.

12 setembro, 2006 11:09  

Enviar um comentário

<< Home